segunda-feira, 15 de abril de 2019

Filmes & Docs. :: Mar de Elas

Mar de Elas
(Do Coletivo Mar de Elas, Brasil, 2018)

por: Rafa Almeida*

Curta produzido pelas integrantes do Coletivo Mar de Elas. São dez minutos de imagens e sons que te capturam e te mantém de olhos e ouvidos grudados no que Mar de Elas tem pra te mostrar. A força de mulheres negras que resistem, e existem. Seus corpos, sua fé, música e rituais. Tudo em Mar de Elas é político, é resistência. Assim como os filmes dos quais temos falado aqui recentemente, um curta absolutamente necessário nos tempos em que vivemos.



* Rafa Almeida não é, nem de longe, 'entendedor' de cinema, mas gosta de aproveitar promoções e exibições gratuitas pra pôr sua medíocre 'bagagem cinematográfica' em dia.

domingo, 14 de abril de 2019

Test Drive de Buteco :: Bar e Lanches Tropical da Luz


por Rafa Almeida

Test Drive de Buteco atravessando as fronteiras do RJ! Em recente ida deste que vos escreve a São Paulo, rolou uma passagem rápida por bares do Centro da cidade. E num deles, me foi servida essa belezura aí da foto! O bife de fígado do Tropical da Luz faz valer uma visita ao boteco próximo à Estacão da Luz. Ah, sim! O cafezinho que veio de brinde após a refeição caiu super bem também!

Como disse, foi uma passagem rápida pela capital paulista. De qualquer forma, deu pra sacar que, quando o assunto é pé sujo, não há tantas diferenças assim entre Rio e SP. Ok, até tem. Os preços, por exemplo. Tudo lá é bem caro! E é difícil ver feijão preto por lá. Só o carioquinha, cujo nome, até onde eu saiba, não faz o menor sentido (perdoem minha ignorância).

Seja como for, fica a dica: bom bife de fígado feito na chapa, pimenta bacana e um cafezinho! Ficou faltando rodar por uma penca de lugares, ali mesmo pelo Centro de São Paulo. Ainda ansioso pela culinária para todos os gostos e bolsos de lá! Mas, na pressa, não deu pra vasculhar muita coisa. Sendo assim, voltaremos!

Até!

Serviço:
Bar e Lanches Tropical da Luz
Rua Washingtom Luis, 314, Santa Ifigênia, São Paulo/SP


foto: Rafa Almeida

domingo, 7 de abril de 2019

Pedaleiras :: Hoje é dia de estreia na web

por: Rafa Almeida

Estreia hoje às 15h, na Rádio Pedal Sonoro, o programa Pedaleiras, sob o comando de Yasmim Silva (ou, Paçoca Psicodélica), responsável, entre outros projetos, pela Gig Nervosa! O programa surge com o intuito de dar visibilidade à participação feminina no cenário underground. Bem como incentivar sua entrada no mundo das pedaladas! E as garotas podem (e devem!) participar! Basta se ligar na Rádio Pedal Sonoro logo mais e fazer contato com a produção do Pedaleiras!

Ouça a Rádio Pedal Sonoro.

Saiba mais sobre a estreia do Pedaleiras.

Arte: Rato Branco

sábado, 6 de abril de 2019

Escritório :: Noite de improviso na Tiradentes!


por: Rafa Almeida

Logo mais tem som rolando no, diga-se de passagem agradabilíssimo e aconchegante, Escritório! Ali pertinho da Praça Tiradentes, no Centro do Rio, o espaço recebe artistas para uma noite de improvisos livres. Nomes como Lê Almeida (foto), Phill Fernandes, Fernanda Pacheco, Raiza Falcão e Vicente Barroso entre outros se dividem em turmas e se apresentam em quatro blocos. Projeções a cargo de Enzo Mastrangelo, Gabriel Massan e do coletivo NETUNA LAB, além de exibição do curta Lucifer Rising. Informações na página do evento no Facebook.

foto: divulgação

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Filmes & Docs. :: Excelentíssimos

Excelentíssimos
(De Douglas Duarte, Brasil, 2018)

por: Rafa Almeida*

Como mencionei no Instagram ao sair do Cine Arte UFF, após assistir Excelentíssimos: ao longo de duas hora e meia de filme, se tem contato com o que há de mais podre na política brasileira. Personagens conhecidos do cenário político desfilam hipocrisia nos bastidores do Congresso Nacional no decorrer do processo que culminou com a interrupção do mandato da ex-presidenta Dilma Rousseff. Apesar de já conhecermos a história, e já imaginarmos muito do que aparece no filme de Douglas Duarte, o documentário figura na prateleira de filmes necessários, para o Brasil de hoje. Mas, atenção! Tem que ter estômago!



* Rafa Almeida não é, nem de longe, 'entendedor' de cinema, mas gosta de aproveitar promoções e exibições gratuitas pra pôr sua medíocre 'bagagem cinematográfica' em dia.

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Frogslake :: Banda lança novo clipe


por: Rafa Almeida

Novidade fresquinha dos gonçalenses da banda Frogslake! A banda acaba de lançar seu novo vídeo clipe! Com direção de William Samuray, o vídeo da música “Escape” saiu do forno nesta semana. A música, que fará parte do álbum “Take Me Out”, ainda sem data de lançamento, foi gravada por André Leal e Kleber Mariano, mixada por Billy Maia (Dinamite Records) em Nova York e masterizada por Chris Hanzsek no Hanzsek Audio, em Seattle. Confira o clipe de “Escape” aqui.


Mais sobre a banda no Facebook.

foto: Renata Araújo

quarta-feira, 3 de abril de 2019

The Lautreamonts :: Dupla faz show em Niterói no próximo dia 13


por: Rafa Almeida

No próximo dia 13, sábado, rola som na Babel 08! A partir das 17h o espaço recebe o duo The Lautreamonts (foto), DJ's e outras atrações com entrada franca! Formado por Martha F. e Hudson, a dupla The Lautreamonts bebe da fonte de Siouxie and Banshees e outros nomes do pós-punk. E divulgam seu primeiro EP “Who Are You Wearing?”! Completam o time de atraçoes os DJ's Marcelle Morgan e Victor Lance, e os poemas eletrônicos do Salgueirinho e os bazares Keka, Rehab to Closet e Ludmila. Maiores informações na página do evento no Facebook.

foto: divulgação

Conheça as atrações: The Lautreamonts :: Salgueirinho

terça-feira, 2 de abril de 2019

Smoke Lounge :: Espaço recebe mostra de Maurício Porão

por: Rafa Almeida

Está em cartaz e vai até o dia 12 de abril no Centro Cultural Smoke Lounge, na Zona Norte do Rio, a exposição Colcha de Retalhos, do fotógrafo Maurício Porão. O próprio fala sobre a mostra: “Fotografia consumida em (pouca) luz, paredes descascadas, torneadas em peles às vezes sensíveis e outras nem tanto, até embrutecidas...” O Smoke Lounge promove apresentações artísticas diariamente além de abrigar um pub, tabacaria, estúdio musical e de tatuagem, e dois palcos. Maiores informações sobre a mostra e o espaço no Facebook.

foto: Maurício Porão

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Filmes & Docs. :: O Silêncio dos Outros

O Silêncio dos Outros
(De Almudena Carracedo e Robert Bahar, Espanha/FRA/EUA/Canadá, 2018)

por: Rafa Almeida*

Vítimas e parentes de vítimas do franquismo em busca de respostas, justiça e um mínimo de respeito para com a memória dos que desapareceram durante o anos de ditadura de Francisco Franco, na Espanha. Histórias que se cruzam e são registradas pelos cineastas Almudena Carracedo e Robert Bahar. De dar nó na garganta. De encher de raiva. Porém, assim como o brasileiro Pastor Claudio (saiba mais aqui), extremamente necessário em tempos sombrios como os que vivemos.


* Rafa Almeida não é, nem de longe, 'entendedor' de cinema, mas gosta de aproveitar promoções e exibições gratuitas pra pôr sua medíocre 'bagagem cinematográfica' em dia.


domingo, 31 de março de 2019

Test Drive de Buteco :: Por que o Test Drive?


por Rafa Almeida

O motivo principal pra existir este cantinho aqui no FMZ é o mais óbvio possível: a gente gosta de bar, de cerveja e de tira-gosto! Ah, sim: o fato de boa parte da história deste fanzine, tanto impresso quanto virtual, ter se desenrolado por entre bares dos mais diversos tipos e nos mais diferentes lugares, também tem a ver com a coluna (é, somos bebuns incorrigíveis). Mas tem mais!

Os botecos, do jeito que o Test Drive gosta, estão desaparecendo. Ao menos nas regiões centrais, com o passar do tempo, cada birosca vai dando lugar a farmácias, casas de bolo, lojas de bijuterias e por aí vai. Quando não são substituídos pelos tais “barzinhos” (que de botequim tem muito pouco). Mas calma, eles ainda existem!

Seja no Rio ou em qualquer outro lugar, o boteco é ponto de encontro, refúgio, oásis e muito mais. É parte indissociável de nossa cultura, principalmente musical. E não estou me referindo só ao samba e demais ritmos populares, não! Sendo assim, se faz necessário deixar registrado que estes lugares existiram. E que por muito tempo habitaram cada cantinho de nossas cidades (e fazem parte de nossas vidas).

É bem verdade que alguns desses lugares, de tão antigos e historicamente relevantes, acabam se modernizando e, mesmo mantendo algumas características como mobiliário ou cardápio (em alguns casos, até funcionário antigo vira atração) acabam virando ponto turístico. Porém, ao tal processo acaba implicando em preços altos e um certo requinte que não interessa ao nosso Test Drive.

Há de se mencionar que estamos falando de espaços predominantemente adminitrados e frequentados por homens (numa faixa de idade mais avançada, por assim dizer) . Em boa parte dos casos, sequer se encontra endereços virtuais desses lugares. Ainda estão no século passado. Sim, estamos falando de ambientes muito conservadores, lugares onde o machismo e diversos formas de preconceitos ainda são a regra. Não é exclusividade dos botequins, ok. E é uma pena que isso ainda não tenha mudado. Mas, em sua maioria, esses lugares são assim.

Antes de encerrar, é de fundamental importância ressaltar alguns aspectos que fazem com que esse ou aquele bar se encaixe na ideia do Test Drive de Buteco. Garçom que enche seu copo não é bem visto por aqui, não é legal. Muito menos os que fazem isso toda hora (sabemos que a culpa não é deles). Fazer uso do termo “boteco raiz” é inaceitável (geralmente serve pra lugares que tentam emular o conceito de botequim... e passam longe). Qualquer coisa com “gourmet” também não serve pra gente aqui!

Não menos importante: Copo americano ganha ponto. Palito é clássico, mas garfo e faca ajudam em certos procedimentos. Jiló é vida. Ah, importante! Farofa pronta não rola! O mesmo vale pro alho frito! E tem que ter pimenta de verdade (molho de pimenta não ofende, até serve, mas não é pimenta)!

A tendência é que esses lugares desapareçam. Geralmente são pequenos negócios de família que passam de uma geração pra outra. Até que um filho ou herdeiro muda, repensa, refaz ou simplesmente se desfaz. E apesar de uma certa tosquice no ar, pouco tato no atendimento e conceitos de higiene não muito confiáveis, são lugares através dos quais conseguimos lembrar de épocas, fases e momentos de nossas vidas. Sendo assim, continuaremos à procura dos botecos que ainda restam por aí!

Confira por onde o Test Drive de Buteco já passou.

foto: Extinto Bar AlêDavi, em São Gonçalo/RJ, por Rafa Almeida

Leia também: