sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Araribóa Rock apresenta

Espaço Convés (Gragoatá, Niterói)


DIRVE-IN – FAKE NUMBER – SEU MIRANDA – FLAY – CKUELA – OITAVO PECADO – PRINCÍPIA


Mais uma noite de sexta-feira no Convés. Mais uma cortesia do pessoal do Movimento Araribóia Rock para a galera dessa cidade estranha e desconfortável, mais conhecida como ‘nossa querida Niterói’. Pelo sim, pelo não, fomos conferir o barulho!

A ‘Cidade Sorriso’ receberia, desta vez, a visita de duas bandas vindas de Sampa pra fazer barulho junto ao pessoal daqui da área. Nada contra nenhuma das bandas cujas apresentações perdemos, ok? Porém, por motivos de força maior (bar) esta valorosa equipe só conseguiu chegar ao convés no meio do evento. Ao que parece quatro bandas já haviam passado pelo palco. Chegamos em tempo de conferir parte da boa apresentação da banda carioca Flay. Pop Rock com trejeitos pesados agradável. Destaque para a bela vocalista que encantou a todos (não só pela voz...) com sua apresentação. A galera parecia estar gostando, já que várias criaturas estranhas se amontoavam na frente do palco naquele momento. Em seguida foi a vez do Miami Rock da Seu Miranda colocar o povo pra cantar Carne, Queijo ou Frango, Eu sou o Cara mais Estilo que Eu Conheço e outras. Para fãs do estilo, parece ter sido bom. Oitavo Pecado sobe ao palco e faz o melhor show da noite (ao menos dos que eu vi). Com seu... sei lá o que é aquilo. Metalcore? Nem tanto. Screamo? Pode até ser. O que importa é que a banda, ao contrário de boa parte de suas contemporâneas locais, manda bem. Os caras parecem ter plena noção do que fazem com seus respectivos instrumentos. Sendo que hoje em dia isso por aqui anda raro... quem liquidou a fatura foram os paulistas da Fake Number (fomos informados pela produção que não rolaria show da Drive-In – engraçado é que o público já sabia disso há tempos.. quem manda não ser bacana, descolado e andar por dentro das novidades quentes da 'cena'?). De novo, um Pop Rock com carinha pesada e sons prontos pra serem embalados e virar hit. Sério mesmo, parece que todo mundo quer chegar no mesmo lugar. Bem estranho... enfim. Um bom show. Correto, redondinho e sem muito o que se comentar. Sonolento, diria eu.

Acho que esse fecha o ano, certo? Ao menos em Niterói, duvido que alguém se anime de fazer algo entre o Natal e o Ano Novo. Um ano curioso. Sob diversos aspectos. Só que aqui não é lugar de discutir isso, certo? Então, nos vemos em algum boteco imundo para, aí sim, tecer comentários acerca dessa baboseira, oops, digo, cena! Aceitamos convites para comemorações de fim de ano idiotas e sem sentido. Coloca a Brahma no gelo aí!

por Rafael A. / foto Gisele Duarte

Um comentário:

Marcelo Ramones disse...

Ae bobo.. to devendo uma chegada em niteroi!!!! quando tem show maneiro agora?

Leia também: