quinta-feira, 8 de abril de 2010

Entrevista: Michael J. Fox


Esse povo já está na estrada faz um bom tempo. Apesar de a banda gonçalense Michael J. Fox ainda estar caminhando para seu quinto ano de atividades os dois ‘patrões’, os irmãos Fabiano (baixo) e Riva (guitarra) são figurinhas conhecidas da cena underground (da época que tínhamos uma) de nossa região. Seja atuando em outras bandas ou batendo ponto nos shows undergrounds. E sim, isso faz diferença. Caso contrário, não estaríamos aqui falando de uma das bandas mais interessantes que, nos dias de hoje, ainda resiste por aqui e se mantém fiel às tradições do Punk Rock e do Hardcore. O tempo passou, a maturidade veio e eis que a Michael J. Fox chega a 2009 com nova formação e, em breve, dabutando em CD. Esses e outros assuntos você confere agora no papo que batemos com o baixista Fabiano, ok? Em tempo: Não, eles não são a banda que canta aquela musiquinha do Michel J. Fox...

FMZ_ONLINE: A banda ficou parada por um tempo e voltou com uma galera nova. O que houve? O que rolou nesse tempo que vocês andaram sumidos?

Fabiano: Por motivos pessoais o baterista (Lheo) e o vocalista (Franz) saíram da banda entre 2006 e 2007, mas eu, Riva e Felipe assumimos os vocais e conseguimos encontrar um baterista (Marcel). Rolaram alguns shows, mas o Marcel teve que sair da banda; Nessa época estávamos desmotivados para continuar com a banda e pensamos até no encerramento das atividades, mas pintaram alguns eventos interessantes para tocar e resolvemos mudar de idéia, até mesmo pela amizade construída com a banda. E destacando a presença do Lheo nesses eventos como free-lancer. Após participação nesses eventos, já no ano de 2008, resolvemos convidar o Leo Vegan (ex-She Screams!) para o vocal e o Rodrigo, que é nosso amigo há bastante tempo, para assumir as baquetas com o objetivo de reformular o trabalho já iniciado, mas que carecia de melhoras.


FMZ_ONLINE: O som da banda sofreu mudanças. Até versão de Jhonny Cash tem rolado nos shows. O que motivou essas mudanças no som de vocês?

Fabiano: Novas pessoas passaram a integrar a banda, automaticamente surgiram novas idéias, novas influências... Quem já está na banda também adquiriu maturidade e as influências mudam no decorrer do tempo. Hoje posso afirmar que é a melhor fase da banda, até pelo fato de estarmos mais juntos do que antigamente.


FMZ_ONLINE: E quanto ao primeiro cd da banda? Já está mais do que na hora, não? Alguma previsão? O que podemos esperar?

Fabiano: Quem nos acompanha pode dizer que esse CD já é uma lenda e que terá o Curupira na capa...rsrsrs Realmente, já está passando da hora de produzirmos um CD. Temos músicas em algumas coletâneas, mas hoje somos uma nova formação e temos que divulgar o trabalho dessa nova galera. Já estamos analisando o trabalho desenvolvido em alguns estúdios e pretendemos iniciar o processo de gravação brevemente, ainda nesse ano. Estamos evitando precipitações, realizando um trabalho cauteloso inclusive na seleção das músicas a serem gravadas. Pretendemos gravar 5 ou 6 músicas com boa qualidade de áudio e arte gráfica.


FMZ_ONLINE: Mudando de assunto: Sei que não é o caso de vocês, mas por serem de São Gonçalo tenho de fazer a pergunta: Já, meio que, virou comum o esquema de se pagar pra tocar em determinados eventos, ao menos por aqui. O que vocês pensam a respeito?

Fabiano: É unanimidade na banda a decisão de não tocarmos em eventos desse porte, mesmo tendo um grupo fiel de amigos que acompanha nossas apresentações. Não criticamos quem promove esses eventos, até porque cada pessoa tem a liberdade de arrecadar proventos do modo que achar melhor, e as bandas não são coagidas a participarem desses eventos. É possível termos uma cena underground boa sem a necessidade de eventos desse porte, basta acontecer uma união entre as bandas, maior interatividade. Preferimos pagar para beber cervejas do que pagar para tocar (N.E.: O FMZ_ONLINE concorda e assina embaixo, ok?).


FMZ_ONLINE: Terminamos, valeu pelo papo rápido! Alguma consideração final?

Fabiano: Agradecemos o espaço cedido pela Latitude Zero nesse bate-papo e aproveitamos para elogiar o bom trabalho desenvolvido pela Latitude. Agradecemos a presença dos amigos que acompanham nossas apresentações, os espaços cedidos para tocar e as amizades de bandas conquistadas nesses 4 anos (quase 5) de estrada.

por: Rafael A.

Contatos: www.fotolog.com/michaeljfox99

Um comentário:

Preto $ttiva disse...

GRANDE CLIFF! O CENÁRIO JA CRIOU UM VICIO DA J. FOX! MUITOS ANOS DE ESTRADA VIRÃO!

Leia também: