quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Resenha :: Scream


Scream
O Que Você Precisa Saber”(CD demo / independente)

Não, não se trata da lendária banda Punk norte americana de mesmo nome. Na verdade, estamos falando aqui da banda brasileira Scream. Esta “O Que Você Precisa Saber” foi lançada em 2011 e ao que parece é o primeiro lançamento dessa garotada. Élle Theodor (voz), Carol (baixo e voz), Dudu e Léo Lima (guitarras) e Thiago Miranda (batera) fazem um Pop Rock de arranjos pesados e boas tramas de guitarras recheadas de distorção. “O Que Você Precisa Saber” teve produção de Marco Ribeiro e traz bons momentos. Como a balada “Eu Não Quero Mais”, “Calmaria” e a faixa título, que abre os trabalhos. Aliás, “Fazer Acontecer”, penúltima faixa, é bem bacana e tem cara de hit! Sorte pra galera da banda.

Rafael A.

Mezatrio: Direto de Manaus/AM!


Como já dissemos aqui, a ideia desse volume da Coletânea Virtual PATCH! era o de reunir bandas de todos os cantos do Brasil. E essa galera vem de longe! Direto de Manaus, Estado do Amazonas, a banda Mezatrio (foto) estréia em um projeto da Latitude Zero Pord. Com a excelente “Crediário”, canção de bela melodia, guitarras sutis e arranjo com direito a trio de metais e tudo! Mais uma que vale muitíssimo a pena conhecer! É a Região Norte mostrando que tem muita coisa boa rolando em sue território pra ser descoberta pelo resto do país! Mais sobre o som do Mezatrio no link.

Latitude Zero Prod.


Confira Mezatrio na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Carnarock agita São Gonçalo


Tá chegando a hora! Ok, se você está passando por aqui provavelmente é como nós do FMZ e não curte pandeiros, tamborins, repiques e tudo o mais que nessa época do ano tomam conta de cada canto do Brasil! Sorte nossa que a agenda de eventos alternativos em épocas de folia se tornou bastante generosa de uns anos pra cá! E São Gonçalo/RJ não fica de fora dessa! Sendo assim, na sexta e no sábado de Carnaval, o Carnarock 2013 toma conta do Metallica Pub (foto)! Shows, discotecagens, exibição de clipes, videos e DVDs agitam a casa roqueira gonçalense durante dois dias seguidos! E o melhor? Tudo 0800!!! O Metallica Pub fica na Rua José do Patrocínio, 42, Porto Novo, São Gonçalo/RJ. Mais sobre o evento aqui no FMZ_ONLINE! Fique ligado!

Latitude Zero Prod.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Paul Di`Anno traz tour de despedida ao Brasil


Tem lenda do Metal de malas prontas para voltar ao Brasil! O vocalista Paul Di`Anno anunciou recentemente sua aposentadoria e confirmou que sua The Last Tour passa por nosso país entre o final de março e meados de abril! Cidades como Sã Paulo (SP), Goiânia (GO), Brasília (DF) e Proto Alegre (RS) já estão confirmadas na rota desta que será a última oportunidade para os fãs brasileiros verem a lenda viva do Heavy Metal nos palcos! Paul Di`Anno apareceu para o mundo do Metal como vocalista do Iron Maiden, gravando os dois primeiros álbuns de estúdio da clássica banda inglesa. Mais sobre a tour no link.

Rafael A.

Confira a mensagem de Paul Di`Anno para os fãs brasileiros:

Inércia de volta à Coletânea Virtual PATCH!


Tem Punk Rock das antigas na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5! Com quinze anos de serviços prestados ao cenário Punk carioca, a banda Inércia é uma das recordistas em aparições na compilação virtual da Latitude Zero Prod.! Desta vez, a banda de São Gonçalo/RJ aparece com a segunda versão da música “Manifesto”, presente no primeiro trabalho da banda, lançado em 1998 e hoje, praticamente, uma raridade! Quem quiser saber um pouco mais sobre a banda e baixar a discografia completa dos caras, é só visitar o link.

Latitude Zero Prod.


Confira Inércia na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Discotecagem agita os sete anos do Rock na Garagem


Quem bater ponto no Metallica Pub dia 30/03 pra conferir o evento que marca os sete anos do Rock na Garagem vai curtir além dos shows, discotecagem especialmente preparada para a data! O músico e produtor Rafael A. (foto), um dos criadores do evento, que se apresenta como músico convidado no show do compositor Xarles Xavier também ataca de DJ! O cara promete agitar os intervalos com muito Classic Rock, Rock Alternativo, Pós-Punk, Punk 77 e sons de bandas independentes! Vale a pena conferir! O Metallica Pub fica na Rua José do Patrocínio, 42, Porto Novo, São Gonçalo/RJ. Mais sobre o evento no link.

Latitude Zero Prod.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Tunai e Wagner Tiso no Teatro Rival daqui a pouco


Duas feras da MPB dividem o palco logo mais, às 19:30h, no Centro do Rio. O compostior Tunai e o maestro Wagner Tiso (foto) sobem ao palco do Teatro Rival na Cinelândia e apresentam o show Saudade de Elis. Com um repertório que vai de “Berimbau Assanhado”, medley de Tunai para as músicas “Berimbau”, “Consolação” e ”Canto de Ossanha” (Baden Powell/Vinícius de Morais), “Lapinha” (Baden Powell/Paulo César Pinheiro) e “Upa Neguinho” (Edu Lobo/Gianfrancesco Guarnieri) a “Para Lennon & Mccartney” (Lô Borges/Márcio Borges/Fernando Brant) a dupla promete um noite e tanto! O Teatro Rival fica na Rua Álvaro Alvim, 33/37, Cinelândia, Centro, Rio de Janeiro/RJ. Ingressos entre R$25 e R$50.

Rafael A.

Barulheira infernal na PATCH! Vol.5!!!


Tem som pra tudo quanto é gosto no volume cinco da Coletânea Virtual PATCH! Pra quem é chegado em som pesado, então, tá um verdadeiro deleite! E este é mais um dos representantes do som extremo nesse quinto volume de nossa compilação virtual! Capitaneada pelo lendário Stressor, a banda carioca D.A.D (foto) aparece com a música “Nekromantic”! Berros, guitarras distorcidas, taras e tumbas são alguns dos ingredientes dessa singela canção que tem tudo pra agradar o povo que, assim como nós aqui do FMZ, se amarra numa barulheira! Mais sobre a banda no link.

Latitude Zero Prod.


Confira D.A.D na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Xarles Xavier faz show nos sete anos do Rock na Garagem


Mais um nome confirmado na festa que marca os sete anos do Rock na Garagem! O compositor gonçalense Xarles Xavier (foto) confirmou participação no evento que acontece dia 30/03 no Metallica Pub, em São Gonçalo/RJ! Xarles se apresenta ao lado do músico Rafael A. e apresenta seu show solo no formato acústico! Canções autorais, releituras e sons do Projeto Mosquitos e banda Incrível Mart estão previstas no show do cara. O Metallica Pub fica na Rua José do Patrocínio, 42, Porto Novo, São Gonçalo/RJ. Mais sobre o evento no link.

Latitude Zero Prod.


Confira Xarles Xavier e Rafael A. no Projeto Mosquitos:

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

G.R.E.S Unidos Da Selvageria ou É Assim Que Me Querem



Sábado, 26 de janeiro de 2013  07:30h

O que passo a narrar se passou a menos de vinte e quatro horas. Logo, as sensações descritas a seguir fazem referência ao clima tenso, pesado e negativo que tomou conta da Lapa, bairro mais boêmio da Cidade Maravilhosa a duas semanas do Carnaval. É importante citar que o que vem a seguir não tem absolutamente nada a ver com gostos e preferências estéticas, musicais, culturais ou coisa que o valha deste que vos escreve. Tão pouco me interessa, nesse artigo, contestar a capacidade da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro de lidar com eventos de grande porte (essa capacidade é altamente questionável, mas não é o caso aqui). Trata-se do relato de um cidadão diante da condição patética a qual seres humanos se submetem em busca de sabe-se lá o quê.

Explicando: A noite do dia vinte e cinco de janeiro, pra este que vos escreve, seria de trabalho na Lapa carioca. Contato com casas noturnas, bares, trabalho de divulgação de um evento e conversas que poderiam resultar em novas oportunidades num futuro próximo. Partia eu rumo ao bairro boêmio. Desde o momento em que peguei a Barca para a travessia da Baía de Guanabara, até o momento em que chegava próximo ao ponto de encontro onde havia marcado com um amigo, na Cinelânida, notei uma grande movimentação por todos os cantos, ruas, travessas e calçadas do Centro da cidade. Pessoas de todas as idades, porem em sua maioria jovens (muitos menores de idade), circulavam de um lado pro outro portando garrafas de bebidas, energéticos e latas de cerveja. E entre gritos, urros, momentos de êxtase desenfreado e panfletagem de religiosos oferecendo a salvação ou coisa parecida, um clima quase que de guerrilha urbana se anunciava. Tudo tinha um ar tenso, negativo. Obviamente, imaginando que algum tipo de evento ou show popular acontecia lá pros lados dos Arcos, vislumbrei a multidão que teria de enfrentar até chegar a meu destino, do outro lado dos Arcos, na Rua Mem de Sá.

Após tentativas frustradas de chegar aos Arcos da Lapa (foto) por absolutamente todos os acessos possíveis, do alto da rua (cujo nome não me recordo) que passa pelo Quartel da PM no Centro podia-se ter uma ideia da situação: Lapa completamente tomada, superlotada, hiper lotada!!! Nem em dias de Carnaval havia visto algo parecido. Simplesmente não se podia circular do Passeio até a Rua do Riachuelo! Uma massa humana descontrolada em uma espécie de êxtase provocado por artistas populares que se apresentavam no palco montado em frente aos Arcos. Novamente gritos, urros e reações incompreensíveis como ataques histéricos e danças populares tomavam conta de cada passagem, calçada, canteiro, muro... Obviamente, o mais seguro seria tentar passar por toda aquela multidão por onde fosse possível se espremendo, pedindo licença (quanta ingenuidade...) e torcendo para chegar do outro lado do bairro antes que as primeiras batalhas campais começassem. Até porque, a partir do momento em que todas aquelas sensações bizarras explodissem, fatalmente seriam em forma de atos violentos.

Falta de planejamento? Irresponsabilidade dos produtores do evento? Como disse, não é o caso aqui. O que de fato me assustou (como jamais havia me assustado em nenhum grande evento ou aglomeração) foi, como disse, o clima pesado. Levei cerca de uma hora para conseguir atravessar a área dos Arcos da Lapa. Durante todo o percurso, o que se via eram montanhas de músculos, saias, cabelos, maquiagens e criaturas em busca de sabe-se lá o quê. Era notória a necessidade de, através de uma postura selvagem, puxões de cabelo e danças bizarras, se destacar de alguma forma. Pareciam tentar preencher alguma lacuna em suas vidas ou, de alguma forma, obter a tal aceitação social diante de outras criaturas que os acompanhavam. Fosse com o êxito de uma investida, um flerte ou cantada ou à base de força. Tudo movido a álcool, bebidas energéticas e música popular. Apesar das mensagens que vinham dos alto-falantes não dizerem absolutamente nada (o texto das letras entoadas pelos 'cantores' eram extremamente pobres) estranhamente o som dos repiques, cavacos e pandeiros detonavam o que de pior parecia haver no íntimo de cada uma daquelas 'pessoas'.

Difícil entender como frases ou questionamentos aparentemente simples, boçais, chulos, como “Quem aqui já sofreu?”, “Quem já amou?” e “Vamos sambar!” quando colocadas no contexto em questão podem soar como detonadores de frustrações e despertar coisas tão negativas numa multidão que aceitava tudo aquilo como a forma mais sincera de arte, de expressão que um povo é capaz de compreender e assimilar. E em meio a empurrões, tropeços, cotoveladas, olhares de nojo lançados na direção de quem não condizia com os padrões da multidão presente, bateu uma tristeza profunda. Não por estar naquela situação. Mas pelo fato das pessoas ali presentes realmente encararem tudo aquilo como diversão. Talvez, como coloquei acima, aquela seja a única forma de consumir cultura que aquelas pessoas conseguem assimilar. E não se trata de pessoas que não tiveram acesso a isso ou aquilo, já que muitas moças e rapazes participando do mesmo ritual bizarro não aparentavam (nem de longe) terem saído de comunidades carentes. Ok, ficava claro que a grande maioria ali vinha de origens humildes, mas não a totalidade dos presentes...

A chuva serviu para dispersar a multidão. Aos poucos a mesma chuva se transformaria em temporal e produziria cenas tão patéticas quanto as que descrevi nos parágrafos anteriores. Pessoas seminuas corriam de um lado pro outro debaixo de chuva, pulando em poças d'água e esgoto com suas garrafas e copos. Meninas eram agarradas com toda brutalidade e eram aparentemente obrigadas a satisfazer as necessidade do ego de montanhas de músculos acéfalas e descontroladas pela quantidade de álcool ingerida. No mesmo panorama, duas moças passavam a trocar puxões de cabelo entre lágrimas e revindicações incompreensíveis. Alguns casais e senhores com suas senhoras, sentados nas mesas dos bares, pagavam suas contas e procuravam uma forma de se desvencilhar daquele quadro macabro no qual haviam sido inseridos compulsoriamente. Manifestação popular? Entretenimento? Cultura de massa? Ou simplesmente selvageria fruto de uma sociedade canalha e de costumes patéticos?

Ao chegar em casa, já pela manhã, fiz uma rápida pesquisa da internet para tentar desvendar o que havia acontecido na Lapa nessa triste noite de sexta-feira. Tratava-se de um festival (amparado por lei de incetivo à cultura...) que comemorava os 350 anos dos Correios apresentava os shows de Péricles e Preta Gil. Do primeiro, confesso que sei tanto a respeito quanto entendo de física quântica. Já a segunda, sei que é filha do 'grande' ex-ministro Gilberto Gil, que tem uma dita carreira musical (que nem a mesma deve levar a sério) e que promove blocos de carnaval onde atos como os citados são tidos como 'normais'. Sinceramente? Fico imaginando o que passa na cabeça de um artista ou de uma 'personalidade' como no caso da filha do 'digníssimo' Gil, ao notar que seu trabalho, sua obra desperta reações como se via por toda a Lapa na noite de ontem. Vender CDs, shows ou abadás não justifica. Não é desculpa aceitável para promover o 'aculturamento' de um povo. Ou mesmo: Tratar o que presenciei como entretenimento, diversão ou atribuir comportamentos selvagens à alegria e vocação de um povo para festividades é ridículo! Nada justifica!

Insisto: Não consigo atribuir nada disso à falta de assistência por parte do Estado. Tão pouco relaciono uma origem humilde ao mal gosto (muito menos a comportamentos comuns a animais). São muito os exemplos de artistas e trabalhos extremamente relevantes fruto de mentes saídas das periferias, das comunidades carentes. Aliás, a riqueza de nossa cultura vem justamente dessas comunidades. E nem precisa ir muito longe: Manifestações como o Hip Hop, o Punk e outras vertentes artísticas têm em suas origens em nosso país o subúrbio como berço. Ainda assim não saberia o que dizer daquelas pessoas, descontroladas, em êxtase, se contorcendo aos berros como se atingissem um objetivo, como se suas frustrações desaparecessem, como se suas vidas fossem mudadas, dignificadas ou como se, enfim, o Estado as tratasse com respeito. Não, não aconteceu absolutamente nada nesse sentido. Nenhuma mudança foi promovida. Nenhum objetivo alcançado. E mesmo que fosse o caso, não faria sentido a reação e o comportamento daquelas pessoas que lotavam a Lapa. E mesmo que no fundo compreenda que a culpa não é exclusivamente delas, ainda assim: Nada justifica o que vi na noite de ontem...

Rafael A.

Estou sonhando de olhos abertos
Estou fugindo da realidade
Todas as cervejas já bebi
Todos os baseados já fumei
O que há de errado no mundo
Meus olhos já não podem ver
Eu estou do jeito certo
Pra qualquer compromisso assumir

É assim que me querem
Sem que possa pensar
Sem que possa lutar
Por um ideal
É assim que me querem
Ao ver na TV todo o sangue jorrar
E ainda aprovar
A pena capital
A pena capital

Estou sonhando de olhos abertos
Estou fugindo da realidade
Todas as cervejas já bebi
Todos os baseados já fumei
E o que há de errado no mundo
Meus olhos já não podem ver
Eu estou do jeito certo
Pra qualquer compromisso assumir

É assim que me querem
Sem que possa pensar
Sem que possa lutar
Por um ideal
É assim que me querem
Ao ver na TV todo o sangue jorrar
E ainda aprovar
A pena capital
A pena capital

É assim que me querem
É assim que me querem

E me vendem essa droga
E me proíbem essa droga
Para os desavisados poderem pensar que o governo combate
Invadindo a favela
Empunhando fuzis
Juntando dinheiro corrupto para a platina no nariz

É assim que me querem
Sem que possa pensar
Sem que possa lutar
Por um ideal
É assim que me querem
Ao ver na TV todo o sangue jorrar
E ainda aprovar
A pena capital
A pena capital

É assim que me querem...”

É Assim Que Me Querem (Ira!)

Neutrônica nos sete anos do Rock na Garagem


Banda da Região Serrana Fluminense confirmada no sétimo aniversário do Rock na Garagem! Direto do município de Petrópolis, chega a banda Neutrônica (foto)! Com uma sonoridade calcada no Blues, no Classic Rock e no Progressivo a Neutrônica pratica um Rock Experimental de alto nível. O power trio formado por Alex Bello ( voz e guitarra ), Marco de Castro (baixo) e Deyanira Garcia (bateria) se apresenta no dia 30/03 no Metallica Pub, que fica na Rua José do Patrocínio, 42, Porto Novo, São Gonçalo/RJ. E mais sobre a banda Neutrônica no link.

Latitude Zero Prod.

Conheça a banda Neutrônica:

Promessa carioca dá as caras na Coletânea Virtual PATCH!


Mais um nome promissor do cenário Hardcore carioca aparecendo no volume cinco de nossa Coletânea Virtual PATCH! A banda Obscene Capital (foto) aposta em um HC reto, rápido e direto! Influências muito bem vindas de nomes da primeira geração do estilo como Black Flag, Circle Jerks e Minor Threat! Na PATCH!5 a banda participa com a música “Submergentes”, faixa de sua primeira demo, recém-lançada! Quer saber mais sobre a Obscene Capital? Então não deixe de dar uma sacada no que anda rolando com a banda acessando o link.

Latitude Zero Prod.


Confira Obscene Capital na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Encontro inusitado na Lapa neste sábado


Mais uma daquelas situações que só a música é capaz de proporcionar! Essa talvez seja a única descrição cabível para o encontro inusitado que acontece nesse sábado, no Pub 129, na Lapa carioca! No palco do evento promovido pela galera da Festa NarcoseRock Clube, o cantor e produtor Fábio Heavy (foto) apresenta seu show O Brega Ainda Vive, uma viagem no tempo com direito a trilha sonora à base de Amado Batista, Reginaldo Rossi, Fernando Mendes e outros expoentes da música brega! E abrindo a noite tem show do compostior Xarles Xavier, bebendo na fonte do Rock Alternativo do Indie Rock e do Folk! Vale a pena conferir esse encontro inesperado! O Pub 129 fica na Rua do Rezende 129, Lapa, Rio de Janeiro/RJ. A entrada é franca. Rola a partir das 20h. Infos no link.

Latitude Zero Prod.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Mais banda gaúcha na Coletânea PATCH!


E não para de pintar nomes do sul do Brasil na PATCH!5!!! Dessa vez é a banda gaúcha Calibre (foto) que aparece com mais uma séria candidata a hit! “O Jogo” é mais uma daquelas canções cujo refrão fica na cabeça, gruda! Tudo isso valorizado pelo belo arranjo e instrumental afiado dessa gauchada boa de barulho! A banda Calibre surgiu no ano de 2006 e aposta em um som recheado de guitarras viscerais e letras que abordam temas comuns ao cotidiano de seus integrantes. Quer saber mais sobre os caras? Visite o link.

Latitude Zero Prod.


Confira Calibre na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Xarles Xavier na Lapa em fevereiro



O compositor Xarles Xavier (foto) se apresenta acompanhado do músico Rafael A. no Pub 129, na Lapa! No repertório canções autorais, músicas do Projeto Mosquitos e releituras do Rock e da MBP em formato acústico! A noite ainda reserva um encontro inusitado: Encerrando o evento o cantor Fábio Heavy apresenta o show O Brega Ainda Vive com sucessos de baluartes da música brega como Reginaldo Rossi, Carlos Alexandre e Amado Batista entre outros!

Serviço:

02 de fevereiro :: sábado :: 20h
Shows: XARELS XAVIER (músico convidado: Rafael A.) - FÁBIO HEAVY (com o show O Brega Ainda Vive)
Local: Pub 129
End.: Rua do Resende, 129, Lapa, Rio de Janeiro/RJ (esquina com R.André Cavalcanti, próx. ao INCA - antigo Pub 2012)
ENTRADA FRANCA / infos

Apoio: Feira Moderna Zine





Como Chegar:

sábado, 26 de janeiro de 2013

Devotos lança novo álbum


Direto da periferia de Recife/PE vem a Devotos (foto). Originalmente batizada como Devotos do Ódio a banda liderada por Cannibal é uma autêntica representante do Hardcore nordestino. Subúrbio, periferia, pobreza, contra cultura... todos esses ingredientes se misturam na caldeirão dessa banda que saída do underground recifense já teve disco produzido até por Herbert Vianna do Paralamas. Pois bem, às portas de completar vinte e cinco anos de carreira, esse power trio está de trabalho novo! Póstomus tem lançamento no Brasil (via RedStar Recordings) e Europa (via Mass Prod.). Uma ótima pedida pra esse começo de 2013! Mais sobre o novo álbum no link.

Rafael A.

Tem Grunge Rock na Coletânea PATCH! Vol.5


Curte Grunge, bandas de Seattle, sons alternativos da década de noventa e por aí vai? Então temos um prato cheio pra você! Estamos falando de mais um representante do município de São Gonçalo/RJ no volume cinco da Coletânea Virtual PATCH, a banda Frogslake (foto)! O power trio gonçalense aparece pela primeira vez na compilação virtual da Latitude Zero Prod. com a música “Plastic Drugs”! Nirvana, Sonic Youth, Mudhoney... Todos esses nomes são, muito provavelmente influências fundamentais pro som dessa galera! Confira no link!

Latitude Zero Prod.


Confira Frogslake na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Descrated Sphere começa tour européia


Tem início hoje a série de shows que os brasileiros da Decrated Sphere (foto) farão no Velho Continente! A banda faz um total de vinte e uma datas e mostra seu som aos headbangers de Alemanha, Bélgica, Holanda, Plônia, Eslováquia, República Tcheca, Croácia e Itália. O primeiro show rola no Music Pub Express em Simshein, Alemanha. Sobre a tour, o baixista José 'Motor' Mantovani comentou: “As expectativas são as melhores possíveis... mal vemos a hora de colocarmos nossos pés nos palcos europa afora e mostrarmos nossa cota de Death Metal brasileiro!” Mais sobre a Descrated Sphere no link.

Rafael A.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Carlos Sphiler confirmado no Rock na Garagem 7 Anos


E já tem banda confirmada nas comemorações de sétimo aniversário do Rock na Garagem! O evento promovido pela Latitude Zero Prod. no Metallica Pub tem o prazer de apresentar o show da banda Carlos Spihler (foto)! O power trio que recentemente lançou música inédita com direito a videoclipe bem bacana volta ao reduto roqueiro gonçalense e se junta a mais três atrações! Em breve vamos anunciando os nomes, ok? O Rock na Garagem – 7 Anos acontece no dia 30/03. E o Metallica Pub fica na Rua José do Patrocínio, 42, Porto Novo, São Gonçalo/RJ. Mais sobre o evento no link.

Latitude Zero Prod.


Confira o novo clipe da banda Carlos Sphiler:

Xande McLeite de volta à Coletânea Virtual PATCH!


Tem artista de São Gonçalo/RJ no volume cinco de nossa compilação virtual! O município da Região Metropolitana Fluminense traz de volta à Coletânea Virtual PATCH um velho conhecido da galera que acompanha a coletânea e o FMZ: Xande McLeite (foto)! O cantor e compositor gonçalense reaparece com a música “Primeiro de Maio”, faixa de seu primeiro trabalho solo, o CD Sou do Rock! RocknRoll com generosas pitadas de Hard Rock, solo de guitarra e tudo o mais que sem tem direito! Saiba mais sobre o cara no link.

Latitude Zero Prod.

Confira Xande McLeite na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Shadowside é destaque na imprensa


A banda brasileira Shadowside (foto) continua colhendo os frutos do sucesso de seu mais recente trabalho, o álbum Inner Monster Out! O novo álbum recebeu elogiosas críticas do renomado site Blabbemouth, considerado por muitos a bíblia do Metal. E como se não bastasse, a vocalista Dani Nolden foi considerada a melhor vocalista feminina do ano de 2012 pelo Whiplash! Pra completar a banda está de malas pronta spara tour pela Europa ao lado de, nada mais na menos que, Helloween e Gamma Ray (só isso...)! Mais sobre a banda no link.

Rafael A.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Resenha :: 3 KAoticOZ


3 KAoticOZ
Anarkia, Punk y Diversion” (CD demo / independente)

Sempre dissemos isso aqui, mas não custa repetir: O cenário latino é riquíssimo e guarda boas surpresas para os desavisados! A resenha dessa semana é do mais recente trabalho, justamente, de uma banda latina! A banda colombiana 3 KAoticOZ lançou esta “Anarkia, Punk y Diversion” ano passado. São ao todo sete sons de um Punk Rock/HC rápido, certeiro e recheado de letras de protesto atacando o Estado, o consumismo e a sociedade do dias atuais. De quebra, tem versão de “Resistência Pacífica” da banda carioca Protesto Suburbano! “Es Otra Puta Moda Mas”, “Consumidos Por El Consumismo” e o cover de “Confusion” da também colombiana I.xRxA são destaques num belo trabalho desse power trio! Mais sobre os caras no link.

Rafael A.

Banda da Coletânea PATCH na FMZ Web Radio


Já estão rolando na FMZ Web Radio as vinte bandas participantes do volume cinco da Coletânea Virtual PATCH Vol.5, compilação virtual da Latitude Zero Prod.! Protesto Suburbano, Xarles Xavier, Klethus, The Sorry Shop (foto), Infecção Raivosa, Xande McLeite e todas as outras estão com os sons incluídos em nossa programação! E fiquem ligados que tem muito mais coisas rolando! Só banda independente tem vez na FMZ Web Radio, ok? É só visitar a versão online do Feira Moderna Zine e conferir a programação (ou ir direto no link)!

Latitude Zero Prod.

E confira o volume cinco da Coletânea Virtual PATCH:

Mais banda gaúcha na PATCH! Vol.5: Isidoro Pilsen


Nem precisa dizer que o cenário gaúcho, e do Sul do País como um todo, é riquíssimo! E numa edição de nossa coletânea virtual onde resolvemos incluir apenas artistas nacionais, e dos mais diversos cantos do Brasil, seria impossível passar batido pela galera do Sul! Prova disso é a presença marcante de bandas sulistas na PATCH!5. E a Isidoro Pilsen (foto) é mais um desses nomes! Com a belíssima “Dos Olhos Pra Fora” Josué Orsolin (voz e guitarra), Adelino Bilhalva (baixo e voz), Luis Bissígu (bateria) e o poeta e compositor Vini Cordeiro nos levam pra uma viagem que torcemos pra não acabar nunca! Mais sobre os caras no link.

Latitude Zero Prod.

Confira Isidoro Pilsen na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Sepultura arrebentando!


Como se não bastasse a moral na cena musical ao redor do mundo conquistada em todos esses anos de carreira, o Sepultura (foto), maior expoente da música pesada brasileira continua se superando e batendo marcas por aí! Só pra se ter uma ideia, a página da banda no Facebook superou a incrível marca de dois milhões de likes! Paralelamente ao sucesso no mundo virtual, a banda aparece como banda-propaganda da próxima edição do Rock in Rio, prepara um DVD a ser gravado na próxima edição do festival e um documentário sobre a carreira do grupo. É mole?

Rafael A.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Sábado é dia de som com apoio do FMZ em São Gonçalo/RJ!



Tem mais barulho com apoio do FMZ neste sábado! É o Entre Amigos que toma conta do Metallica Pub e leva para o último reduto roqueiro de São Gonçalo/RJ cinco super shows que prometem agitar a galera que bater ponto no point do bairro Porto Novo! Um dos destaques é a gonçalense Manifast (foto)! Se liga!

Serviço:

Entre Amigos 

26/01/2013 (sábado, 19h)

Shows:
Manifast
Sob Cerco
Las Calles
Sanhaço
A Nove Dois

Local: Metallica Pub
End.: Rua José do Patrocínio, 42, Porto Novo, São Gonçalo/RJ
ENTRADA FRANCA

Apoio: Feira Moderna Zine



foto Manifast por: Danuza Rangel

Editora LiteraCidade apresenta novo projeto


A editora LiteraCidade (foto) lançou recentemente o seu Catálogo de Literatura Alternativa Contamporânea em Língua Portuguesa. O objetivo é reunir e apresentar ao público novos autores que produzem literatura em língua portuguesa. Há mais de uma forma de participar do catálogo, sendo que uma delas não tem custo algum. A LiteraCidade oferece ainda, descontos para quem quiser aderir a algum dos planos pagos. Projeto interessante para novos nomes da literatura e importante para difundirmos trabalhos de qualidade Brasil e mundo afora! Interessado, acessem o link.

Rafael A.

Direto de Roraima! Banda Klethus na PATCH! Vol.5!


Essa turma do extremo norte do Brasil já contabiliza nada mais nada menos que vinte anos de estrada! Formada na capital Boa Vista no distante ano de 1993 para participar de um festival de Rock local, a Klethus (foto) se mantém viva até hoje e já contabiliza participações em diversos festivais alternativos por toda a Região Norte do país! Eles aparecem no quinto volume da Coletânea Virtual PATCH com a música “1976-2001”! 'Rockão' de refrão do tipo que fica na cabeça e te faz sair por aí cantando! Vale a pena saber mais sobre as duas décadas de Rock dessa galera! Se liga no link.

Latitude Zero Prod.

Confira Klethus na Coletânea Virtual PATCH! Vol.5:
Ouça e baixe a PATCH! 5 gratuitamente no link.

Corujão da Poesia de volta em 2013


O ano já começou para o Corujão da Poesia e da Música-Universo da Leitura! Um dos eventos culturais mais importantes do RJ anunciou sua agenda para o começo desse ano! E tem Corujão da Poesia (foto) em três cidades da Região Metropolitana Fluminense! Em Niterói o evento acontece no Espaço Maestrina Bar e Restaurante, no Rio o endereço é o Barzin em Ipanema e em São Gonçalo o Corujão toma conta da Livraria Gutemberg no Centro da cidade. Agenda completa, detalhes e serviço na página do evento, só visitar o link,

Rafael A.

foto Corujão da Poesia por: Igor Rodriguez

Leia também: