• Rafa Almeida

1 Disco por Dia | Dance of Days - Coração de Tróia


Dance of Days - Coração de Tróia

DIA 14: Dance of Days - "Coração de Tróia" (2002)

Ué!? Dance of Days? Sim, Dance of Days! Não se ouve falar tanto da banda hoje em dia, embora ainda esteja na ativa. Mas o que importa aqui é que "Coração de Tróia" não serviu só pra este que vos escreve perder o medo de ouvir novidades numa determinada época, mas foi importante pro underground, junto com outros trabalhos lançados pela banda.

Na virada dos 90's pros 00's, o underground ia bem. Era até tentador manter o discurso de falta de espaço na mídia, estrutura e tal (tem muito disso em nosso FMZ, admito...rs). De fato, faltava tudo isso. Mas, em contrapartida, nomes como Dead Fish, Mukeka di Rato e o próprio Dance of Days tinham um desempenho e tanto, Brasil afora!

O CPM22 já havia sido catapultado pro mainstream. E mesmo não me parecendo ser o melhor representante pra "enviarmos" do underground para o grande público, há de se concordar que dificilmente uma grande gravadora saberia lidar com o que tínhamos de melhor em nossos shows precários, fanzines e tudo o mais.

Antes mesmo da onda "emo" do começo da década de dois mil, lá nos 90's esses caras já faziam o tal "Emotional Hardcore". O quê o grande público acabou conhecendo com NxZero e outros foi algo bem diferente do que rolava no underground. Se cabe uma dica: o livro Dance of Days (de Mark Andersen e Mark Jenkins), é um bom caminho pra entender toda essa história (ou como ela começou, ao menos..rs).

De volta à banda Dance of Days, até daria pra citar outros álbuns. Mas "Coração de Tróia" me parece um bom exemplo do que a banda era capaz de fazer!

"Macaco com Navalha" era o 11 de setembro, ali, fresquinho em nossas memórias. "Correção", a beleza de "Nos Olhos da Guernica" e "Tochas para Joana" também eram belos momentos! Sempre com letras ricas em referências literárias, uma das coisas que mais curtia no DoD! E tinha minha favorita do álbum, "Pregos, Cruzes e Um Saco de Moedas"!

É bacana lembrar que o período que citei no começo, e que está aqui representado por "Coração de Tróia", era especialmente legal por alguns aspectos. Vendia-se CD's, as bandas davam as caras na MTV e havia portais dedicados a esse cenário Punk Rock/Hardcore ao mesmo tempo que publicações impressas (como nosso FMZ!) ainda circulavam por correspondência e nos shows!

Dificilmente veremos algo do tipo novamente. Mas como resultado do cenário descrito, vimos o Dead Fish assinar com a Deck Disc e aparecer com o "Zero e Um" (definitivamente, um dos discos mais importantes pro Hardcore nacional) uns dois anos depois.

Quem frequentava o cenário underground nesse período, certamente percebeu que algumas bandas já começavam a atrair um público bem maior e mais diversificado, de fora do mundinho underground. Dava pra notar, principalmente se você estivesse quase sempre sentado atrás de uma banquinha de CDs em tudo que era show (como este que vos escreve...rsrs).

Em entrevista pro FMZ com o vocal do Dance of Days, Nenê Altro, quando perguntei sobre o interesse de gravadoras pela banda, ouvi dele o mesmo que ouvi do Redson (Cólera): sobre a impossibilidade de se ter o controle da própria banda, estando em uma grande gravadora.

Não dá pra saber o que aconteceria se tanto o Dance of Days como Blind Pigs, Mukeka di Rato e outros nomes daquele cenário, naquele momento, chegassem de fato ao mainstream. Mas é certeza que sempre que pensarmos em underground nacional, teremos de lembrar dessa época, dessas bandas e de álbuns como o "Coração de Tróia".

Compre na Amazon.

Publicado originalmente em 14/07/2020.


#feiramodernazine #1discopordia #danceofdays #coracaodetroia

leia também:

Encontre os livros mais vendidos em oferta na Amazon:

br_associates_2_300x100._CB465180671_.jp

Encontre livros em oferta na Amazon:

br_associates300x100._CB465180664_ (1).j

Ajude o FMZ a continuar difundindo arte, cultura e resistência!

Siga o FMZ e compartilhe nosso conteúdo em suas redes sociais:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter
  • Tumblr ícone social
  • Pinterest
  • YouTube
  • Spotify ícone social
  • RSS ícone social

Parceiros:

Portal Revoluta.jpg

Contribuições financeiras:

(saiba mais)

Fanzine de Niterói/RJ. Desde 2002.

© 2020 por Feira Moderna Zine.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now