• Rafa Almeida

Test Drive de Buteco | Em tempos de quarentena...

Atualizado: Ago 30


Bar e Restaurante Codorna do Feio | foto: Feira Moderna Zine

Faz pelo menos cem dias que, ao menos quem pode (e se importa com o outro) está trancado em casa, e boa parte do comércio está fechada. Com isso, uma das colunas mais legais de atualizar aqui no Feira Moderna Zine teve de ficar parada. A gente sabe que vai passar, talvez não da forma como imaginamos, mas vai...


Porém, aqueles estabelecimentos que tanto gostamos, os botequins, já não serão mais os mesmos. Na verdade, já não vinham sendo...


Um dos textos aqui da coluna (confira na antiga versão online do FMZ) tentava explicar o porquê de uma seção dedicada a bares aqui no Feira Moderna Zine. Na verdade, tentava explicar que a ideia de falar de botecos passava longe de desenrolar descontos ou seja lá o que for que passe na cabeça de influencers ou coisa que o valha.


Tinha a ver com o fato desses estabelecimentos estarem desaparecendo, isso sim! Os botequins, como conhecíamos, estavam desaparecendo num ritmo impressionante!


Em seu lugar, barzinhos, restaurantes, casas de shows (alguns com espaço kids e tudo) e toda sorte de estabelecimentos ostentando o nome "botequim" surgiram em tudo que é canto.


Consigo frequentar lugares como os citados acima sem maiores problemas. Os preços assustam, o atendimento é ruim e um certo ar de formalidade e elitismo (racismo!) paira no ar. Mas dependendo da(s) companhia(s), dá pra ser.


Você já deve estar visualizando algum desses estabelecimentos, certo? Talvez até frequente um ou outro. Bom, pelo andar da carruagem, não teremos outra opção quando nos percebermos no tal do "novo normal".


Eu dei essa volta toda pra chegar no tipo de lugar para o qual essa coluna foi pensada. Ok, em boa parte das vezes as condições de higiene não são as ideais, e isso será um fator importante a partir daqui. Também não cabem mais o machismo e o discurso conservador que sempre deram o tom nos velhos botequins.


Porém, não dá pra ignorar o quanto de história esses lugares guardam. Por serem, em sua maioria, negócios de família, esses estabelecimentos acabam sendo passados pras gerações seguintes e acabam sucumbindo ao tempo. E lá se vai a memória que deveria (de alguma forma) ser preservada...


O churrasco no final de semana, o violão na calçada e o futebol na TV. Dá pra contar a história do Brasil de uma mesa de bar. Ou pelo menos, boa parte dela.


Difícil imaginar uma crônica de Nelson Rodrigues que não passe por um botequim. O samba carioca longe de uma mesa de bar não seria o que é. O futebol seria lembrado e contado de outra forma, certeza!


E isso sem falar nos namoros que começam (ou terminam) num boteco. E as noites de sábado solitárias e tediosas? E as dores de cotovelo? As vitórias, derrotas, perdas, despedidas... É difícil imaginar a vida sem o "pé sujo do coração".


Tudo bem! Se você está lendo isso e tem menos de trinta anos (ou preferiu envelhecer jogando vídeo game) isso aqui tá soando sem o menor sentido, né?


Mas acredite! Nós que estamos a caminho dos quarenta (ou já passamos disso faz tempo) temos todos alguma lembrança, boa ou ruim, num boteco (inclusive da infância!).


Como disse aí em cima, são lugares muito presos a seu tempo. E o mundo muda. Não dá pra pôr o nome "boteco" numa placa de "barzinho" e achar que vai recriar seja lá o que for. Assim como não dá pra admitir os níveis de machismo e preconceitos mil que enfestavam os antigos bares.


No final das contas, os ambientes que criamos refletem a sociedade em que vivemos. Sendo assim, tanto o "barzinho com espaço kids" quanto o "pé sujo com ovo colorido no balcão", carregam exatamente o que temos de bom e de ruim em cada época.


E voltando ao Test Drive de Buteco, depois de mais de cem dias de isolamento social, tenho a ligeira impressão de que o que já estava pra desaparecer, no tal "novo normal", não existirá mais.


E de novo: não adianta decoração "retrô", vender "cerveja de garrafa" (hein?!), "cardápio de boteco" (hahaha...), muito menos colocar "botequim" no nome! Algumas coisas não voltam. Pro bem e pro mal...



Lugares por onde o Test Drive de Buteco passou aqui.

foto: Codorna do Feio (por: Feira Moderna Zine)


#feiramodernazine #testdrivedebuteco

Encontre os livros mais vendidos em oferta na Amazon:

br_associates_2_300x100._CB465180671_.jp

Encontre livros em oferta na Amazon:

br_associates300x100._CB465180664_ (1).j

Ajude o FMZ a continuar difundindo arte, cultura e resistência!

Siga o FMZ e compartilhe nosso conteúdo em suas redes sociais:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter
  • Tumblr ícone social
  • Pinterest
  • YouTube
  • Spotify ícone social
  • RSS ícone social

Parceiros:

Portal Revoluta.jpg

Contribuições financeiras:

(saiba mais)

Fanzine de Niterói/RJ. Desde 2002.

© 2020 por Feira Moderna Zine.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now